Discover
Start a collection Search

giulianneramalho

316 contributions 1 participating

contributions participating

Desculpa, amor, sou inteligente. Se isso for demais pra você o que não falta é gente burra e simples no mundo.

Apesar de tudo, você ainda é a primeira coisa que eu penso quando me dizem: faça um pedido!

Eu sou tão sua, que merda, eu sou tão sua!

Vou esperar sentada. Mas vai ser em outro.

Tem tanta gente interessante por aí querendo entrar. Deixa. Deixa entrar: na vida, no coração, na cabeça.

Eu te amo virou uma frase tão romântica quanto: me passa o açúcar.

Não sei. Eu gostei de você porque você é meio ogro, meio doce, você é ogrodoce.

As redes sociais profissionalizaram a imbecilidade. Fofoqueiros e invejosos se acham doutores e a maledicência ganhou ares de debate profundo.

Mas como diria minha mãe: “Quando essa menina decide uma coisa…”

Então não filosofa, não tenta entender, não aprofunda. Só cai fora e pronto.

Se eu fosse fofa, meiga e sonsa, não teria metade dos meus problemas.

E me pego sorrindo, sozinha. E me pego nem aí para todo o resto.