Discover
Start a collection Search

matheuscln

79 contributions 1 participating

contributions participating

Quem escreve e cria polêmicas no anonimato dirige a si mesmo a suspeita de querer enganar o público.

Cabeças banais oscilam entre o esforço de comunicar e o de esconder o que pensaram.

Apenas os pensamentos próprios são verdadeiros. Os pensamentos alheios, lidos, são como as sobras da refeição de outra pessoa.

O excesso de leitura tira do espírito toda a elasticidade, da mesma maneira que uma pressão contínua tira a elasticidade de uma mola.

A mais rica biblioteca, quando desorganizada, não é tão proveitosa quanto uma bastante modesta, mas bem ordenada.

A vida autêntica de um pensamento dura até que ele chegue ao ponto em que faz fronteira com as palavras. Ali se petrifica, entretanto é indestrutível.

Devemos descobrir os erros estilísticos nos escritos dos outros para evitá-los nos nossos.

Quem escreve de maneira displicente confessa com isso que ele mesmo não atribui grande valor aos seus pensamentos.

Não há nada mais difícil do que expressar pensamento significativos de modo que todos os compreendam.

O ininteligível é parente do insensato.

Todos os artifícios são dispensáveis quando o talento está realmente presente.

É do pensamento que o estilo recebe a beleza, e não o contrário.