Descobrir
Comece uma coleção Pesquisar

Energia Positiva

10 contribuíram 422 estão participando

Ver mais posts

PositasEnergias

Publicado há 641 dias - 0 estrelas

Premiar

"Você disse que sonhava estar entre um dos meus textos, fazer parte das minhas linhas, passear nos meus rabiscos. Porque você sempre admirou o que eu escrevo. Você sempre foi a minha “fã número 1”, mesmo não existindo a número 2. Passei a vida tentando conhecer pessoas, me esforçando para que elas também quisessem me conhecer. Estranhamente, você já me conhecia muito antes de eu sequer imaginar saber quem é você. Eu já estava nas suas conversas, já estava nas suas linhas, já estava nos seus pensamentos. Eu já estava em você, mas fui o último a saber disso. Você sonhava me conhecer, fazer parte da minha vida, mesmo que fosse uma pequena parte. Você queria conquistar a minha amizade, pois era o único jeito de estar presente em mim. Como eu poderia esquecer o dia que fomos a sua cafeteria favorita. Você me olhava como se o mundo fosse acabar ali, e a qualquer momento soldados aparecessem solicitando a minha presença na guerra. Aquilo despertou uma faísca da guerra que existia dentro de mim. Não o bastante para que explodisse, mas o suficiente para que eu te enxergasse. Aquele dia você fez questão de guardar o copo em que bebi, não apenas pelo momento, mas porque ele tinha o meu nome. Ao nos abraçarmos, por um instante, pareceu que o destino estava nos empurrando para um beijo. Mas nada aconteceu. Porque o destino ainda era fraco demais naquele momento. A vida continua. Pessoas aparecem em nossas vidas. Nós abrimos espaços para elas. Elas desperdiçam. Mas a nossa amizade continua ali, porque precisamos correr para algum abraço quando as coisas saem errado. E olha só, eu escolhi o seu. E você me deixa claro que sempre desejou o meu. E a gente consegue sumir do mundo e se achar em nós. Você sempre esteve olhando por mim, mesmo quando ainda não podia me abraçar. E é tão bom abraçar alguém que ainda vai querer teu abraço no dia seguinte. Você me encara e diz “Ainda sou sua fã número 1?”, eu dou risada e digo “Você é a minha única fã.”. E a gente continua dando os nossos passos, e por muitas vezes me pergunto por que simplesmente não damos as mãos? Algumas perguntas acabam se tornando apenas retóricas. Eu sempre admirei a forma como você trata seus familiares. Mesmo em situações onde a maioria seria extremamente grosso, você respira fundo e faz o que deve ser feito. Sendo doce e simpática. Isso me fez pensar no que a minha mãe sempre dizia “Namore alguém que trate a família bem, porque assim ela será quando se casar com você.”. As vezes eu olhava para você e pensava “Por que aquele beijo do destino nunca aconteceu com nós?”. E eu perguntei isso para você. E para a minha surpresa, você se perguntava a mesma coisa. Esse foi o renascimento da faísca. O auge da guerra interna. Quando os olhos se encontraram, nossos lábios já haviam se encontrado também. Incrível como alguns beijos tem mais sabor do que outros. Eu adorava passar as tardes na sua casa, assistindo aquele seu seriado de um grupo de adolescentes que faz algo que não deveria e um assassino em série aparece matando um por um. Era clichê demais, mas eu gostava simplesmente porque estava com você. Você me convencia a assistir aqueles desenhos infantis, e eu ficava surpreso porque acabava gostando deles também. Você pedia para eu cantar aquela sua música favorita, e eu cantava, porque você me olhava com aquela cara de “Nossa, como eu te amo!”. Mas nossas vidas eram muito diferentes, e nós sabíamos disso. Era estranho porque tínhamos consciência que cedo ou tarde, nosso romance teria interrupção. Só não sabíamos que seria cedo demais. Olhávamos um para o outro e eu dizia “Ainda temos amanhã”, e você apenas retrucava “Tudo o que temos é o agora.”. E a gente se calava com um beijo porque era a nossa forma de desejar aquele “Agora” para sempre. E o que tanto foi temido, aconteceu. As nossas vidas tiveram que tomar rumos diferentes. Não por escolhas próprias, mas por necessidade. Simplesmente porque o destino adora brincar com os destinados. Você sempre admirou o que eu escrevia, mas você foi a única a admirar quem realmente eu era. Você queria se tornar uma parte da minha vida, e você conseguiu se tornar o meu amor. Você sonhou estar em um texto meu, mas tudo o que eu queria era que você ainda estivesse aqui.

Comentar
Crie sua coleção de placas