Descobrir
Comece uma coleção Pesquisar
A coletânea de textos para enriquecer a sua vida espiritual. Escrituras e orações para cada dia.

A Biblia dos Espíritas

1 contribuíram 8 estão participando + Informações

A coletânea de textos para enriquecer a sua vida espiritual. Escrituras e orações para cada dia.

participate Deixe de participar Participating
contribute Contribua

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 490 dias - 1 estrela

Premiar

ORAÇÃO A MARIA
Meiga filha do Eterno Pai, amparai aos que peregrinam os rincões inferiores da vida, para que neles aflore o desejo de Conhecimento, Certeza e Bondade, deixando de parte as idolatrias, os paganismos, os ritualismos e todas as formas inferiores de culto espiritual.
Anjo tutelar das legiões que socorrem nas trevas e nos lugares de dor, atendei ao clamor daqueles que, arrependidos, anseiam reencontrar o Caminho da Verdade que livra.
Doce Mensageira do Amor, derramai vossa ternura maternal sobre os corações aflitos, para que se elevem às alturas do trabalho redentor.
Senhora Eleita, inspirai o sentimento da Verdade, do Amor e da Virtude nos corações de todos aqueles que tendem aos desatinos do mundo, para que não desçam aos lugares de pranto e ranger dos dentes.
Levantai, ó Senhora, dos abismos tenebrosos, a todos quantos erraram por causa dos fanatismos religiosos.
Intercedei, ó meiga estrela, por aqueles que, esquecidos da Lei e olvidados de Jesus Cristo, mergulharam nos lugares de sombra e de dor.
Ó ternura, ponde sentimento de pureza em todos os corações femininos, para que se convertam em verdadeiros anjos guardiães.
Sede a luz, ó Maria, daqueles olhos que não podem ver.
Amparai, ó Senhora, aos que fraquejam ao longo dos caminhos da vida.
Ouvi, ó Símbolo das Mães, a voz dos que não podem falar.
Enxugai a lágrima, ó meiga irmã, daqueles que padecem falta de misericórdia.
Dominadora de paixões, sede o anjo guardião, daqueles que temem resvalar nas vielas do pecado.
Consoladora dos aflitos, ungi com o Bálsamo do Amor aos que se encontram de coração angustiado.
Guiai os passos, ó doce amiga, dos que tendem a desanimar em face das torturas do mundo.
Depositai, ó Maria, em todos os corações, o sentimento de igualdade perante as leis que regem o Universo Infinito.
Conduzi ao pórtico da Verdade, ó candura, a quem se encontrar perambulando pelos caminhos da inverdade e do crime.
Envolvei com o vosso azulino manto, ó Maria, a todos aqueles que procuram as verdades eternas, perfeitas e imutáveis de Deus, através da Divina Modelagem de Jesus Cristo.
Apontai, ó luminosa estrela, ao Testamento da Moral, do Amor, da Revelação, da Sabedoria e da Virtude, para que todos os filhos do Altíssimo encontrem, de uma vez para sempre, os braços abertos do Divino Amigo.

Comentar
Crie sua coleção de placas

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

97 -
“E eu disse ao anjo que falava em mim: Para onde levam elas a talha?” – Zacarias.
Se os anjos ou espíritos nunca tivessem falado aos anjos e espíritos encarnados, nenhuma das Bíblias da Humanidade existiria; porque os Grandes Iniciados, Profetas ou Cristos de mundos quaisquer, sempre fazem tudo por influência direta de mentores espirituais. A mensageiria astral nunca jamais deixou de funcionar, embora os donos de clerezias sempre fizeram questão de negar, para fazerem das gentes e da fé um simples meio de vida. Os Mandamentos sempre vieram através do mediunismo, como exclamou e exclama Estevão, no capítulo sete dos Atos.
Quando a Escritura diz que a Palavra do Senhor foi dirigida a um Profeta, ao mesmo tempo afirma que o foi por algum espírito; e o espírito é um agente de fato, uma entidade viva e pessoal, não é a imaginação do Profeta, não é sua invenção. É puro fenômeno mediúnico, assim como bem o salienta o Profeta Zacarias, cujo capítulo sete também vale por um caudal de advertências.

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

96 -
“Porque não poderão jamais morrer; porquanto são iguais aos anjos, e são filhos de Deus, visto serem filhos da ressurreição” - Lucas, cap. 20.
Confundiam os homens, como ainda confundem as clerezias, de propósito, por motivos subalternos, querendo que os anjos fossem uma ordem de espíritos especiais e mensageiros; e Jesus lhes dizia, sempre que podia, que anjos, espíritos ou almas, significam a mesma coisa.
Não existe o que não seja filho de Deus; não existe espírito que não tenha de evoluir e atingir a ressurreição final, o triunfo sobre a lei das reencarnações obrigatórias. Os espíritos mensageiros são como os anjos ou vice-versa, para quem bem queira aprender com Jesus.
Mortos, como disse Jesus, para Deus não existem; todos vivem para Deus, e a diferença é de ser encarnado ou desencarnado, apenas. O Batismo generalizado de Espírito, tem por fim a infusão dos dois planos, o que em todos os mundos dá-se por evolução. É apenas um capítulo da grande lei biológica, lei que as Revelações sucessivas vêm ensinando, como não poderia ser de menos.

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

95 -
“Também eu vos farei uma pergunta” - Lucas, cap. 20.
Jesus era apenas um, enquanto que os papas, sacerdotes, escribas e fariseus eram muitos; estava Ele com a Suprema Verdade, mas os outros estavam com as verdadezinhas mundanas, mentirosas e blasfemas. Ele perguntou do batismo de João, e poderia ter perguntado sobre qualquer outra Verdade, que o resultado seria o mesmo, que a crucificação Lhe dariam, pouco antes ou pouco depois.
Não é a Terra, por enquanto, o mundo onde a Verdade possa triunfar, pelo simples fato de ser Verdade; ela é o mundo onde a Verdade vive em perene crucificação.
Apenas, como qualquer pessoa poderá observar, a malícia mudou de posição, para ludibriar melhor - começou a crucificar a Verdade em nome de Deus, da Verdade, do Cristo e dos vultos do Cristianismo! Tirou do lugar a Moral, o Amor, a Revelação, a Sabedoria e a Virtude, colocando no mesmo lugar clerezias, simulações, idolatrias e comercialismos pagãos!
O Batismo de Espírito, que é o do Céu, continua sendo crucificado; e o batismo de água, que é do homem, continua sendo comercializado. A Verdade, conseguintemente, está precisando de servidores fiéis.

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

94 -
“Mas vós outros sois os que haveis permanecido comigo nas minhas tentações” - Lucas, cap. 22.
E que ninguém se julgue acima de tentações; que aprenda, com o Cristo, a ser simples como as pombas e prudente como as serpentes. Lembramos que a hora da prudência, tanto pode ser aquela em que se refestele a criatura nos galardões do mundo, como pode ser aquela em que tenha de ser crucificado de um modo qualquer, a bem da Verdade, do Bem e do Bom. Convém lembrar que Jesus, pregado na cruz, por medida de prudência, perdoou os Seus algozes.

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

93 -
“Entretanto, não se perderá um cabelo da vossa cabeça. Na vossa paciência possuireis as vossas almas” - Lucas, cap. 21.
O capítulo vinte e um, de Lucas, é o capítulo das tremendas profecias. Como o século vinte, este em que ora vivemos, marca o tempo de transição mais violenta, marca a passagem de uma para outra Era, convém que haja muita prudência por parte de todos os homens de boa vontade.
Para saber onde está a Doutrina do Senhor, basta procurar aquela que seja acima de clerezias comercialistas, aquela que se fundamenta na Moral, no Amor, na Revelação, no Saber e na Virtude. Não é questão de religião; é de Verdade!

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

92 -
“Senhor, dar-se-á caso que restituas neste tempo o reino a Israel?” - Atos, cap. 1.
Quando se diz que o Rei do Planeta veio convidar para o Reino do Céu, estamos dizendo que o Espírito é o avesso da Matéria; que cumpre ao filho de Deus se ir libertando, por evolução, das leis inferiores que o prendem ao mundo, que o trazem atado à lei da reencarnação. Se a reencarnação de Jesus testemunha a lei de reencarnação de todos os filhos de Deus, também a Sua ressurreição testemunha a ressurreição de todos os filhos de Deus. Bem sabemos que assim de fato o é.
Todavia, o espírito ainda inferior, embrionário em evolução, jamais poderia conceber o Reino do Céu, sem ser ligado totalmente ao Reino do Mundo; é por isso que fizeram aquela pergunta a Jesus, descabida ou absurda, precisamente na hora em que Ele, triunfante e glorioso, vinha testemunhar o que seja a Sagrada Finalidade da vida!
E os homens, infelizmente, continuam pretendendo que a função do Reino do Céu é garantir valia aos engodos do Reino do Mundo. Não querem fazer do que é material, do que é mundo, forma e transição, as ferramentas do triunfo celestial, assim como o Divino Mestre dera exemplo; querem a todo custo o Reino do Mundo, relegando a plano inferior o Reino do Céu. Esquecem que o Espírito continuará e que a Matéria passará; esquecem que o reflexo das ações jamais abandonará o Espírito, porque a cada um será dado segundo as obras, isto é, chegará a ser assim como se fizer.
Quem se prende ao inferior, como virá a gozar o que é superior?

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

91 -
“Se nos céus se acendesse ao mesmo tempo o esplendor de mil sóis, disse Crisna, ele apenas se assemelharia ao esplendor do Todo Poderoso Único.” - G. I.
“Mestre, as tuas palavras enchem-nos de espanto, e nós não podemos sustentar a vista do Grande Ser que tu evocas aos nossos olhos. Ele fulmina-nos!” - G. I.
“Escutai o que ele vos diz pela minha boca: eu e vós, todos nós havemos tido várias encarnações. As minhas só de mim mesmo são conhecidas; mas vós nem as vossas conheceis. Ainda que eu não esteja, pela minha natureza, sujeito a renascer ou a morrer, e que seja o Senhor de todas as criaturas, no entanto, como sou eu que dirijo a minha natureza, torno-me visível pelo meu próprio poder, e sempre que a virtude decline no mundo e que o vício e a injustiça a vençam, eu me tornarei visível, e me mostrarei de idade em idade, para a salvação do justo, destruição do malévolo e restabelecimento da virtude” - G. I.
“E, entretanto, ide, ide pregar ao povo a via de salvação” - G. I.
“A ciência do homem não é mais que vaidade; todas as suas boas ações são ilusórias, desde que ele não saiba referi-las a Deus. Aquele que é humilde de coração e de espírito é amado de Deus; e não tem necessidade doutra coisa. Só o infinito e o espaço podem compreender o infinito; só Deus pode compreender Deus” - G. I.
A Doutrina do Filho Verbo ou do Verbo Luz vem de muitas dezenas de milhares de anos; as tradições indianas perdem-se na noite dos milênios remotíssimos; e, todavia, quer seja através do Védico-Budismo, quer seja através de Rama e de Crisna, quer seja através dos Hermes, dos Zoroastros, de Apolo, de Moisés, de Pitágoras, etc., em todas as Doutrinas Reveladas esplende a Verdade Crística, fulgura a Sabedoria, canta o Amor e tem marca fundamental a evolução das almas, até atingir a união com o Sagrado Princípio Criador.
De tal modo a alma do Cristianismo viveu sempre em todos os Grandes Reveladores do passado, que os estudiosos são obrigados a afirmar a Encarnação do Verbo algumas vezes, ou a sentenciar que o Cristo Planetário andou falando pela boca de alguns Seus Enviados, também algumas vezes. Porque, afora a função missionária de Jesus, que era Batizar em Revelação, e a Sua Ressurreição em Espírito, a fim de revelar cabalmente a finalidade gloriosa do Espírito, tudo o mais que se queira, em Doutrina, já estava revelado desde muito antes de Jesus vir ao plano carnal.
Convém ressalvar aqui, com todo o respeito que a realidade exige, o fato de vir Jesus para derramar do Espírito sobre a carne, e de dizer que só o faria depois de ser crucificado, ao retornar em Espírito, como de fato aconteceu. Ninguém poderia, de modo algum, tomar a Jesus este supremo galardão!
Lendo os capítulos quatorze, quinze e dezesseis de João, serão encontrados os textos que se referem ao que iria acontecer depois da crucificação; lendo os capítulos um, dois, sete, dez e dezenove dos Atos, serão encontrados os textos que explicam o que realmente aconteceu, sobre o Consolador, depois da crucificação e do retorno do Espírito de Jesus.
Quanto ao corpo de Jesus, Daquele que tinha o Espírito de dons e sinais fora de medidas terrestres; ou que fora Médium Completo; ou Perfeito Intérprete da Vontade de Deus, nem precisava de ressurgir como carne nem tão pouco de fazê-lo sumir de outro modo. A ação mediúnica, como se diz agora dos dons espirituais, explica isso. Ademais, tendo recorrido a possibilidades mediúnicas, e lançado mão de recursos psicométricos, tudo foi revivido perfeitamente e várias vezes. Seria insensatez reproduzir tais fatos para o vulgo, ou mesmo citá-los; quem for tendo possibilidades, que faça experiências com a devida santidade de intenção, que a Verdade a ninguém deixará órfão. A Verdade jamais se desmente!

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

90 -
É muito triste saber que os infelizes buscam longe de si a libertação, o Reino do Céu que trazem em si mesmos; muito mais triste ainda é, entretanto, saber que existem religiosismos comercialistas, cujo fito exclusivo é desviar as criaturas do Conhecimento da Verdade; que inventam simulações e formalismos, com que se refestelam em vantagens mundanas, ao mesmo tempo que fazem negar a Moral, o Amor, a Revelação, o Saber e a Virtude. Isto é, que ficam nas portas do Templo da Verdade, não entram e não deixam entrar aqueles que poderiam fazê-lo.
O pior, em tudo quanto fazem de mal, é que o fazem em nome de Deus, da Verdade, do Cristo e do Bem! A Terra está cheia, por causa disso, de criaturas que não acreditam nas boas obras, nos atos de fraternidade, nas práticas virtuosas, para darem crédito aos simulacros que compram aos vendilhões de idolatrias.

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

89 -
“Para alcançar esse ideal, segundo Pitágoras, era preciso reunir três perfeições - realizar a verdade na inteligência, a virtude na alma e a pureza no corpo.” - G. I.
Cumpre entender as palavras de Pitágoras, quando disse pelos seus versos - “Tu verás que os males que devoram os homens, são o fruto da sua escolha; e que os infelizes procuram longe deles, o bem cuja fonte têm em si mesmos.”
Estas lições, de eterna realidade, vêm desde os primórdios védicos, desde as primeiras manifestações mediúnicas da História. Buda ensinou a mesma realidade e Jesus rematou a lição, proclamando que cada um tem dentro de si mesmo o Reino do Céu. Quanto ao Consolador, sua missão é ministrar o conhecimento das particularidades. A Revelação contínua fará saber tudo sobre as minúcias.

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

88 -
“Esses homens têm tido vários nomes na História - são os primordiais, os adeptos, os grandes iniciados, gênios sublimes que metamorfoseiam a Humanidade. São tão raros que a gente pode contá-los na História; a Providência semeia-os no Tempo, com largos intervalos, como os astros nos céus” - G. I.
Eles são, como afirma o Autor de OS GRANDES INICIADOS, o produto de largas fermentações evolutivas. O Espiritismo, que é a Súmula das Revelações, por ser a Restauração do Batismo de Espírito, ensina isso perfeitamente. Caso não fosse assim, haveria incoerência em Deus, falha na Sua Divina Justiça, pois enquanto uns teriam tudo de favor, outros nada teriam por desaforo!
Aos que não podiam e não podem entender as leis regentes, Jesus respondeu e responde assim - “O que é impossível aos homens é possível a Deus.”
E deixou o Consolador, a Revelação, para ir aos poucos ensinando aquelas verdades que, naqueles dias, não pôde ensinar.
Todavia, o Espiritismo é a Restauração do Consolador. E os entendimentos ainda continuam secos, encruados, tardos e rebeldes; daquele mesmo modo que forçou Estêvão a dizer aquelas sentenças que se encontram no capítulo sete do Livro dos Atos dos Apóstolos. Isto é, por ignorância e maldade, lutando sempre contra a Revelação Instrutora, matando os Profetas!

Comentar

SrCapitanGenialFabuloso

Publicado há 1511 dias - 0 estrelas

Premiar

87 -
“Porque a eterna Verdade foi quem lhes impôs a sua missão; porque os protegem legiões invisíveis, e porque o Verbo Vivo fala neles” - G. I.
Em Deus não há favores nem desaforos para filho algum; todos partem do mesmo modo, tendo em potencial as qualidades que os farão, um dia, brilhar muito mais do que brilha qualquer Sol material. A questão é reconhecer a lei de progresso, e, reconhecendo-a, fazer tudo para atingir a Sagrada Finalidade, o grau crístico.
Enquanto, porém, os espíritos forem embrionários em evolução, ou infantis de entendimento, para eles a mentira será a Verdade e o vício idólatra será a Virtude. Com muita alegria soltarão Barrabás e crucificarão o Cristo! Com muito engenho e com muita arte, blasfemarão contra o Batismo de Espírito e farão a Humanidade errar, cultivando simulações pagãs!

Comentar